Novo recorde para a maior árvore tropical

nota_arvore_mais_alta

Noventa e quatro metros e 10 centímetros. Esse é o tamanho da árvore tropical mais alta do mundo, encontrada no vale de Danum, reserva florestal do estado de Sabah, na Malásia. A descoberta foi anunciada este mês pelo ecologista Gregory Asner, pesquisador do Instituto Carnegie de Ciência, da Universidade de Stanford.

A planta, cujo tamanho equivale a um prédio de cerca de 31 andares, possui ainda uma copa com 40,3 metros de diâmetro e foi identificada com outros 49 exemplares, todos com mais de 90 metros de altura.

Essas 50 árvores quebraram o recorde estabelecido no início do ano. Na época, uma equipe coordenada pelo pesquisador David Coomes, da Universidade de Cambridge, revelou a existência de uma árvore de 89,5 metros em Maliau Basin, outra reserva florestal de Sabah. A identificação havia sido feita pelo brasileiro Matheus Nunes, aluno de doutorado em Cambridge, que viajou à Malásia na companhia de um estudante de graduação para coletar dados de sua pesquisa. A novidade, no entanto, é que, segundo dados da pesquisa de Stanford, a árvore encontrada por Nunes tem, na verdade, pouco mais de 90 metros.

A descoberta ocorreu por meio de um sensoriamento em larga escala na ilha de Borneo, formada pela Malásia, Brunei e Indonésia. Para tanto, foi utilizado o observatório aéreo Carnegie, um avião equipado com um sistema chamado lidar (light detection and raging), que mede e mapeia áreas em 3D.

Da base do avião em movimento, são realizados 500 mil lances de laser por segundo, o que proporciona uma visão tridimensional detalhada desde a copa das árvores até o solo da floresta.

Como as árvores foram observadas apenas remotamente, os pesquisadores ainda não confirmaram sua espécie. Mas acredita-se que elas pertençam ao gênero Shorea, conhecido popularmente como dipterocarpo, e que inclui quase 200 árvores tropicais nativas do sudeste asiático.

Somente a ilha de Borneo, por exemplo, abriga 130 dessas espécies, que podem viver centenas de anos, embora muitas delas estejam ameaçadas pela extração e desmatamento.

Apesar de ser a maior árvore tropical do mundo, a descoberta não quebrou o recorde absoluto, que pertence à sequoia-vermelha. Essa espécie, típica da zona temperada, pode ser encontrada principalmente na costa oeste dos Estados Unidos e chega a possuir entre 1200 e 1800 anos. O exemplar mais alto de todos, chamado hyperion, está localizado na Califórnia e alcança 115,5 metros de altura.

Confira a matéria completa no site da revista ComCiência.

Matéria de Paula Penedo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *