Banco de alimentos garante que doações cheguem ao destino

bruna-de-angelis banco de alimentos

O Banco de Alimentos de Campinas foi o assunto desta entrevista com a nutricionista Bruna Saleh de Angelis, das Centrais de Abastecimento (Ceasa Campinas). A conversa, com a repórter Ana Paula Zaghetto, aconteceu no dia 22 de outubro e você pode ouvir na íntegra clicando no player acima.

Coordenadora no Banco de Alimentos de Campinas,  de Angelis explicou que a instituição funciona desde 2013 por meio de um convênio entre a prefeitura – a quem pertence – e a Ceasa – que o administra.

Cabe ao Banco de Alimentos receber doações de produtos, fazer a triagem e a distribuição garantindo que estejam seguros para o consumo em entidades como casas de atenção a idosos, crianças e pessoas em tratamento.

O Banco de Alimentos de Campinas tem sido referência para outros municípios do país que buscam criar instituições do gênero. “Já recebemos representantes de Maceió/AL, Poços de Caldas/MG, Itu/SP, Mogi Mirim/SP, Jundiaí/SP. As prefeituras vêm, conhecem nossa estrutura e nossos projetos para depois implementar em seus municípios”, diz de Angelis.

Em parceria com universidades, estudantes de nutrição desenvolvem projetos de estágio nas entidades assistenciais, sob supervisão do Banco de Alimentos e da universidade de origem. As empresas parceiras, oferecem doações e podem receber benefícios fiscais.

O banco atende atualmente a 105 entidades assistenciais, que são previamente cadastradas na Secretaria de Assistência Social de Campinas. De Angelis explica que as doações são direcionadas de acordo com o perfil dos beneficiários a fim de evitar desperdícios. O banco verifica nas entidades: o número de atendidos, tipos de alimentos normalmente consumidos, suas necessidades nutricionais, se já recebem assistência de outros órgãos, entre outras questões.

Além do gerenciamento e distribuição das doações, a instituição faz visitas técnicas frequentes nas entidades para levantar as necessidades de doações. O banco desenvolve ainda projetos de educação alimentar e de prevenção ao desperdício na forma de palestras e cursos.

“Tanto pessoas físicas quanto jurídicas podem ligar para o Banco de Alimentos para retirarmos a doação no local”, informa Angelis. Os interessados podem entrar em contato com a instituição pelo telefone (19) 3746-1063 ou pelo site. Para quem é de outras cidades, a dica é se informar sobre os bancos de alimentos ou instituições similares da região.

Oxigênio na SNCT

Esta entrevista fez parte das atividades da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT 2016) por meio do projeto “1, 2, Feijão com Arroz, 3, 4, Ciência no Rádio”. Foi uma realização do programa Oxigênio web rádio e podcast por meio do Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo (Labjor) da Unicamp em parceria com a Web Rádio Unicamp. O projeto contou também com Helena Gomes na produção da vinheta, do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Alimentação (NEPA) da universidade na produção de pautas e conteúdos, e financiamento via Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Governo Federal.

Cultura, ciência e tecnologia para você ler e ouvir, online e offline. Avalie o Oxigênio pelo seu aplicativo de celular, envie seus comentários e siga o programa nas redes sociais! Clique aqui para acessar nosso Twitter, e aqui para ir direto à nossa página no Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *