#33 – Lei de Migrações, inflamação intestinal, 100 anos sem Oswaldo Cruz e mais

Nesta edição nº 33 do programa Oxigênio, você vai se entender a proposta da Lei de Migrações, se informar sobre a doença inflamatória intestinal, e ainda conhecer mais sobre a vida Oswaldo Cruz entre outros temas em pauta. Confira:

Chamada do programa 33 - Migrações

 

Vivemos uma crise humanitária com mais de 240 milhões de pessoas – mais do que a população brasileira inteira – deslocadas de seus locais de origem por conta de guerras e desastres em busca de refúgio. É nesse contexto que a antropóloga Bela Feldman-Bianco concede entrevista em nossa #PautaPrincipal sobre a nova Lei de Migrações que entrará em discussão no Senado brasileiro. Como o Brasil tratará o estrangeiro com a nova lei?

Na Coluna #Alimentação e Saúde, Cinthia Betim explica a ligação de nossos hábitos alimentares com o aumento de doenças inflamatórias do intestino, especialmente em países industrializados.

No #Arquivo da Ciência relembramos a trajetória de Oswaldo Cruz. Neste ano completam-se 100 anos do falecimento do cientista, mas ainda podemos perceber seu legado em instituições como a Fundação Oswaldo Cruz e a pesquisa epidemiológica e sanitária no país. Conhecido pela polêmica da Revolta da Vacina, sua contribuição foi muito além disso.

Na #Reportagem de nosso parceiro, o Podcast Unifesp, conheceremos mais sobre as pesquisas de um mal que acomete tanto atletas quanto pessoas comuns: as lesões musculares. Como lidar com elas?

Nas #Notas, como o Brasil está em atividades de inovação? O levantamento Pintec faz o diagnóstico do cenário brasileiro. Conheça também a oficina realizada pelo programa Oxigênio com moradores do assentamento Milton Santos, em Americana, SP.

Notícias, cultura, história e curiosidades da ciência e tecnologia para ler e ouvir, online e offline. Conte o que você achou do programa, avalie pelo aplicativo do celular (Podcast no iOS, Castbox no Android ou outros) e acompanhe as novidades nas nossas páginas no Twitter ou Facebook!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *